Detran-RJ: mudanças na validade de documentos de veículo com GNV

O motorista adepto do GNV deve estar atento à nova exigência do Detran-RJ. A partir de novembro, o órgão passa a validar apenas os Certificados de Segurança Veicular (CSV) feitos no mesmo ano de realização do licenciamento anual.

Com isso, uma nova licença do uso do GNV é exigida a cada ano. A medida afeta mais de 1,4 milhão de proprietários de veículos ou 20% do total, segundo números do Detran.

O que vinha ocorrendo: uma brecha no sistema permitia o uso do mesmo documento (CSV) por dois anos. O motorista licenciava o carro duas vezes sem precisar repassar pelos testes de segurança.

Na prática, estava funcionando assim: um motorista podia emitir o CSV em julho, por exemplo, e o licenciamento anual deste ano em agosto. Em 2020, o mesmo condutor poderia renovar a documentação do carro até julho, ainda que documento do GNV só tivesse mais alguns dias de validade — ficando até o ano de 2021 irregular, sem qualquer fiscalização.

Como fica agora:sempre que um licenciamento anual for emitido pelo Detran-RJ, será cobrado um novo CSV.

As inspeções veiculares de carros a gás analisam itens, como: cilindros do motor, válvula de abastecimento, cano de escape (emissão de poluentes) e linha de gás.

Fonte: Jornal O Globo

Leia aqui a íntegra da matéria publicada pelo jornal O Globo.

Você encontra tudo sobre o universo do GNV no blog da Inove Gás! Acompanhe nosso conteúdo produzido especialmente para o motorista que quer ficar por dentro das novidades sobre o melhor combustível.