Fornecimento do GNV é garantido e coloca gás como opção estratégica

O Gás Natural Veicular (GNV), que já proporciona elevados percentuais de economia em relação ao etanol e à gasolina, abriu ainda mais vantagem sobre esses concorrentes durante a greve dos caminhoneiros, que completa um ano no final de maio.

Os motoristas adeptos do gás passaram pela crise de abastecimento do ano passado de forma muito mais tranquila por conta do diferenciado processo de distribuição do produto, que tem fluxo contínuo e seguro. O fornecimento do GNV se dá por meio de gasodutos, sem risco de interrupção de sua entrega nos grandes centros.

Já o etanol e a gasolina dependem do transporte rodoviário para chegar às bombas, e tiveram o seu fornecimento amplamente impactado, obrigando consumidores desses combustíveis a deixar o carro na garagem até o fim da paralisação de 11 dias.

GNV: um combustível estratégico

Os dias consecutivos de protestos geraram reflexos no mercado de combustíveis, de conversões e de transporte de passageiros.

Em maio de 2018, mês da greve, o consumo do gás automotivo cresceu 13,9% em comparação com o mesmo período de 2017. Foram consumidos 5,9 milhões de metros cúbicos/dia (m³/d) ante 5,2 m³/d no ano anterior, de acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

A associação avaliou ainda que a greve aqueceu o mercado de instalação de kits GNV, e estima que houve um aumento médio de 60 a 70% na procura pela conversão de veículos.

Quem já tinha o kit gás instalado quando a crise foi deflagrada levou vantagem, principalmente nos casos em que o carro é usado como instrumento de trabalho. Muitos taxistas e motoristas de aplicativo conseguiram manter seus serviços e até mesmo faturar mais alto devido à diminuição temporária da concorrência.

O GNV é uma excelente alternativa para o consumidor driblar crises de abastecimento, pois seu fornecimento não é afetado por uma eventual repetição da paralisação dos caminhoneiros.

Em 2019, essa categoria de rodoviários já voltou a apresentar reivindicações ao governo, que se mantém em negociação com a classe para tentar evitar uma nova tensão em âmbito nacional.

Ação preventiva contra o desabastecimento

O motorista pode se prevenir contra futuras crises de abastecimento dos combustíveis líquidos já programando a instalação do kit gás em seu veículo. Além de do fornecimento do GNV ser garantido, essa opção é mais econômica, oferece melhor rendimento, tem menor risco de adulteração e menor impacto ambiental.

No Rio de Janeiro e região, uma referência no mercado de conversões com qualidade e segurança é a Inove Gás. Entre em contato e solicite um orçamento. Saia na frente com o GNV.