GNV: segurança é um dos pontos fortes do combustível

Segurança é um tópico que sempre vem à tona quando o assunto é o gás natural veicular. Você já ouviu por aí que é arriscado usar GNV? Provavelmente já! Isso porque o uso desse combustível ainda é cercado de mitos, levando muitas pessoas a espalhar falsas afirmações por aí.

Uns dirão que o cilindro explode. Mas tudo não passa de desconhecimento acerca das características do sistema a gás, que entre tantas vantagens, tem a segurança como um de seus pontos fortes.

O gás automotivo não só é uma opção segura, como é considerado superior neste aspecto em comparação aos combustíveis líquidos.

Quando instalado corretamente, o GNV fica armazenado sob alta pressão no cilindro, não oferecendo risco de explosão. O sistema é dotado de uma série de válvulas que se fecham em caso de rompimento na tubulação.

No abastecimento, não há contato do gás com o ar, diminuindo a possibilidade de combustão. Além disso, o produto só inflama a uma temperatura muito elevada, acima dos 600°C.

Em um improvável caso de vazamento, o GNV se dissiparia rapidamente, pois é mais leve que o ar. Como uma medida extra de segurança, o gás comercializado ainda é odorizado, permitindo que um escape seja identificado rapidamente.

>Mas e as notícias envolvendo explosões?

Pode ter certeza: acidentes noticiados estão relacionados a instalações inadequadas ou descaso total do proprietário do veículo com a manutenção do sistema.

Para haver uma explosão, teria que haver rompimento na parede do cilindro. Mas esse componente é fabricado sem soldas ou emendas, a partir de uma liga metálica difícil de ser rompida.

Isso leva a crer que os acidentes que são vistos por aí envolvem o uso de equipamentos inadequados, descumprindo as orientações básicas de segurança.

Por isso, só faça a conversão de seu carro, assim como as revisões periódicas, em uma oficina homologada pelo Inmetro.

Questão de segurança

Os cilindros só podem ser comercializados no Brasil se tiverem o selo do Inmetro na parte superior. Esse é o atestado de que a produção e teste dos mesmos estão em conformidade com os critérios estabelecidos pelas normas e regulamentos vigentes.

O usuário do GNV deve estar atento também ao período de requalificação dos cilindros, a cada cinco anos, em organismo acreditado pelo Inmetro. A requalificação avalia se o cilindro continua em condições de uso.

Inove Gás: escolha certa para instalação e manutenção

O que garante a segurança do sistema GNV é a instalação e a atenção às manutenções. Então, é fácil deduzir que a escolha da oficina que irá realizar estes serviços é um fator de extrema importância.

Ao optar pela Inove Gás, o motorista está escolhendo a única rede 100% homologada pelo Inmetro. Em qualquer uma das nove lojas, o cliente tem a tranquilidade de contar com qualidade e segurança na execução do trabalho, além de ter a certeza de que estão sendo empregados em seu veículo somente componentes certificados.

Confira também mais informações sobre a segurança do sistema GNV blog da Inove Gás.