Por que a inspeção veicular é tão importante?

A inspeção veicular tem função preventiva e visa garantir que os automóveis circulem em condições adequadas de segurança.

 

Quando o assunto é inspeção veicular, não é difícil encontrar por aí motorista que se mostre meio contrariado. No entanto, o procedimento é previsto pelos artigos 104 e 106 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que, na verdade, é uma lei federal em vigor desde 1997.

Enquanto muitos condutores alegam que estas inspeções não geram resultados e que possuem caráter meramente punitivo, órgãos como a Federação Nacional de Inspeção Veicular (Fenive) se dedicam à conscientização sobre a importância da prática.

Daniel Bassoli, diretor-executivo da Fenive, atribui a resistência das pessoas a questões culturais. “Essa é uma ferramenta usada em todo o mundo. Em muitos países, esse tipo de procedimento está consolidado, enquanto no Brasil há a dificuldade de se fazer cumprir a legislação”, avalia.

Isso se reflete em um número de inspeções sempre muito abaixo do total da frota em circulação. Um exemplo são os carros convertidos para o GNV.

Uma pesquisa de campo realizada com 130 mil veículos movidos a gás natural mostrou que 40% da frota do Rio de Janeiro está irregular. Entraram nesta estimativa os carros sem inspeção ou com cilindro vencido. O levantamento é da Associação dos Organismos de Inspeção Veicular do Estado Rio de Janeiro (Assinsp-RJ), grupo vinculado à Fenive.

Bassoli identifica outros problemas. “Em um momento de crise como este, por questões financeiras, o motorista pode deixar a manutenção de lado e acabar não realizando a inspeção, pois sabe que o veículo será reprovado”, comenta.

A inspeção veicular para carros movidos a GNV verifica não só o sistema a gás, como também todo o funcionamento mecânico, conforme norma do Inmetro. São checados os sistemas de sinalização, iluminação, freios, suspensão, o estado dos pneus e outros componentes.

Muitos motoristas consideram o processo rigoroso demais. Um farolete queimado ou um grave problema no freio acabam tendo o mesmo peso na avaliação, o que, segundo o especialista, contribui para gerar insatisfação e resistência nas pessoas.

“Essa verificação completa é importante, mas o fato de falhas de diferentes níveis de gravidade terem o mesmo potencial de reprovação não é o ideal”, analisa.

A inspeção veicular tem função preventiva e visa garantir que os automóveis circulem em condições adequadas de segurança.

Bassoli explica que o procedimento contribui para a queda dos índices de acidentes causados por falha mecânica, controle da poluição atmosférica e diminuição dos congestionamentos nas cidades. “A inspeção veicular não deve ser vista apenas como uma obrigação, mas também como uma ferramenta de prevenção, com impactos positivos para a qualidade de vida da população”, finaliza.

Assine nossa newsletter