Importância do GNV na recuperação econômica

Consumo de GNV deve se recuperar gradativamente com a retomada das atividades e o aumento da circulação

A demanda de gás natural veicular no país foi severamente afetada pela pandemia de coronavírus. Segundo a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), em abril, houve redução de 45% no consumo de GNV na comparação com o mesmo mês de 2019.

A queda é atribuída às medidas de isolamento social, que resultaram na diminuição da circulação de veículos, especialmente nos mercados com maior quantidade de carros movidos a GNV, como Rio de Janeiro e São Paulo.

Nessas grandes cidades, a adoção do regime de home office e a diminuição no uso de táxis e veículos ligados a aplicativos puxou para baixo a venda do combustível nos postos.

Levando-se em conta ainda os demais setores em que o gás natural é empregado, como o industrial, comercial, cogeração e geração elétrica, este foi o pior mês dos últimos 15 anos. A única alta registrada foi no uso residencial do gás encanado.

Os dados da pesquisa foram coletados com as concessionárias de todas as regiões do Brasil e divulgados pela Abegás no dia 18 de junho.

 

Importância do GNV na recuperação econômica

 

Com a retomada gradual das atividades, o consumo de GNV deve se restabelecer também gradativamente.

O combustível tem papel importante na recuperação econômica, pois a economia proporcionada pelo seu uso faz a diferença no final do mês, principalmente para os motoristas profissionais, público adepto do GNV.

Com o retorno das atividades, a expectativa é justamente que as pessoas recorram mais aos veículos de aplicativos para evitar o transporte público, movimento que vai contribuir para o consumo de GNV aumentar.

Também existe uma tendência de que as pessoas passem a usar mais o próprio carro para evitar as aglomerações, e com isso, procurem o GNV como forma de economizar.

O levantamento a seguir comprova que o gás continua valendo a pena.

Veja a média de preços dos combustíveis no estado do Rio de Janeiro, de 1 a 18 de junho, segundo a Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP):

  • Gasolina: R$ 4,478 / litro
  • Etanol: R$ 3,582 / litro
  • GNV: R$ 3,061 / metro cúbico

Além de mais barato nos postos, o gás apresenta melhor rendimento, entre outras vantagens. Assim, seu uso deve ser considerado pelo motorista que precisa economizar nestes tempos de orçamento apertado.

 

Inove Gás contribui para a retomada

 

A Inove Gás também vem inovando para contribuir com esse momento de recuperação das atividades. A rede vem fechando novas parcerias com fornecedores, ampliando a variedade de produtos e serviços e flexibilizando as condições de pagamento.

Em qualquer loja da Inove Gás você faz a instalação de kit GNV de 3ª ou 5ª geração com cilindro novo ou requalificado em até 24 vezes no boleto*.

Informe-se sobre esta promoção e peça já um orçamento em nosso site ou em nosso call center: (21) 2042-3009.

 

*Sujeito à aprovação de crédito pela Financeira. Promoção por tempo limitado. Consulte a validade dessa condição especial pelo telefone informado acima.

 


Com o retorno à normalidade, número de motoristas de aplicativo pode aumentar.

 

Número de motoristas de aplicativo subiu 137% nos últimos oito anos, crescimento relacionado ao aumento do desemprego e da informalidade

 

O cenário atual vem impondo uma série de dificuldades e isso grande parte da população já está sentindo e vivenciando. Muitos perderam os empregos e quem já trabalhava de forma autônoma ou informal viu a renda despencar com o isolamento social adotado em decorrência da pandemia de coronavírus.

Até fevereiro deste ano, o desemprego já atingia 12,3 milhões de pessoas, dado do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) que ainda não reflete os efeitos da Covid-19. E como as previsões não são muito otimistas, tudo indica que a próxima divulgação de números irá mostrar que mais postos de trabalho foram fechados.

Em meio a tudo isso, resta ao brasileiro se reinventar para pagar as contas. Uma possibilidade é que mais pessoas passem a atuar como motoristas de aplicativo no período pós-pandemia, fase que vem sendo chamada de “novo normal”.

Nos dois primeiros meses de impactos do coronavírus, 80% dos carros alugados por motoristas de aplicativo foram devolvidos em todo o país, segundo informações da Associação Brasileira das Locadoras de Automóveis (Abla). Com a diminuição da demanda de passageiros, ficou difícil arcar com os custos dos aluguéis.

Mas, sem outras oportunidades de trabalho em vista, muitos devem voltar à atividade logo que a circulação de pessoas aumentar. E a função deve atrair também novos brasileiros.

Para se ter uma ideia, de acordo com dados do IBGE, nos últimos oito anos, o número de motoristas de aplicativo subiu 137%, crescimento que está relacionado justamente ao aumento das taxas de desemprego e trabalho informal.

Com a crise fechando mais vagas agora, o setor de mobilidade tende a acabar absorvendo mais pessoas para atuar no transporte de passageiros.

 

Inove Gás: parceira dos motoristas de aplicativo

 

Os motoristas de aplicativo são um importante público para a Inove Gás. São eles os grandes adeptos do GNV, aqueles que precisam economizar pra valer com combustível para aumentar a margem de lucro com as corridas.

Pensando neste público, a Inove Gás está fazendo a instalação de kit GNV de 3ª ou 5ª geração em até 24 vezes no boleto*. Essa condição especial é uma mão na roda para quem precisa da instalação agora, mas, por conta desse momento de crise, também precisa de um tempinho maior para pagar, sem comprometer o limite do cartão de crédito, que já anda apertado.

Informe-se sobre esta promoção e peça já um orçamento em nosso call center: (21) 2042-3009.

 

*Sujeito à aprovação de crédito pela Financeira. Promoção por tempo limitado. Consulte a validade dessa condição especial pelo telefone informado acima.

 


GNV é o melhor combustível para o momento de finanças apertadas

O atual cenário de pandemia de coronavírus traz incertezas em relação à economia e emprego. Poucos podem se dar ao luxo de dizer que não estão tendo as contas afetadas e que não estão preocupados com as consequências desse período de encolhimento das finanças. Ou seja, para a grande maioria, o momento é de enxugar as despesas.

Quando se avalia o veículo como um item que gera gastos, é preciso pensar no uso que se faz dele, no abastecimento, desgaste e pagamento de impostos. Ao mesmo tempo, manter o carro é importante para a família que quer evitar o uso de transporte coletivo nesse período crítico para a saúde pública. Sem contar para aqueles que fazem desse bem um instrumento de trabalho e não podem abrir mão de ter um.

Seja para uso particular ou profissional, é possível continuar mantendo o automóvel sem desequilibrar o orçamento. É só fazer a opção pelo gás natural veicular, o combustível ideal para estes tempos.

Mais barato nos postos e com maior rendimento em relação à gasolina e ao etanol, o GNV contribui para dar uma aliviada nos custos com o carro. Veja:

No acumulado de maio (de 01/05 a 21/05), os combustíveis registraram os seguintes preços médios no estado do Rio de Janeiro:

  • Gasolina: R$ 4,374 / litro
  • Etanol: R$ 3,561 / litro
  • GNV: R$ 3,047 / metro cúbico

Os dados acima são da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

E é válido lembrar ainda que o gás tem rendimento superior. “Aliado ao custo do combustível, o GNV é mais econômico, pois ele tem um rendimento 20% maior em relação à gasolina e 50% maior em relação ao álcool”, diz a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás).

O proprietário de um veículo no Rio de Janeiro que instala o kit gás pode contar também com 62,5% de desconto no IPVA anualmente, uma economia e tanto.

Alguns podem pensar: “Já paguei o IPVA esse ano e não teria esse desconto”. Aí vale indicar um planejamento um pouco mais pra frente. Certamente, poder pagar bem menos nesse imposto logo no início do ano que vem vai ser motivo de alívio.

Outro ponto importante é que o gás traz alguns benefícios relacionados à conservação do veículo, como:

  • A injeção se mantém mais limpa: por ser mais limpo, o gás não causa o acúmulo de impurezas nos bicos injetores do motor.
  • Menor frequência na troca do escapamento: a queima do gás não provoca a formação de compostos de enxofre, reduzindo a corrosão.
  • Maior intervalo entre as trocas de óleo lubrificante sem comprometer partes componentes do motor.

 

Por tudo isso é que vale pensar na conversão para o GNV. Mas e o investimento inicial?

Sim, é preciso considerar o investimento inicial com a instalação, avaliando o uso que se faz do carro, o valor dos combustíveis e itens como a redução no valor do IPVA também. A decisão precisa ser bem planejada e ajustada à realidade de cada um. Mas em geral, a economia compensa e faz aquela diferença.

Utilize o simulador da Naturgy para fazer as contas.

 

Inove Gás: espante a crise, rode com GNV agora

 

A Inove Gás está facilitando a instalação de GNV para o motorista que deseja entrar para o time dos que economizam com combustível. Instale agora e já saia por aí rodando e gastando menos.

Adquira seu kit de 3ª ou 5ª geração em até 24 vezes no boleto*. Peça já um orçamento em nosso call center: (21) 2042-3009.

 

*Promoção por tempo limitado. Consulte a validade dessa condição especial pelo telefone informado acima.

 


Coronavírus: empresas de transporte por aplicativo adotam soluções para prevenção.

Diante da pandemia do novo coronavírus, as empresas de transporte por aplicativo vêm pensando em soluções para proteção dos motoristas e passageiros.

De fato, como o fluxo de pessoas nos carros de apps de transporte costuma ser grande, é preciso pensar em formas de garantir a proteção de quem trabalha ao volante e de quem utiliza o serviço.

Divulgar essas medidas também é uma forma das empresas demonstrarem cuidado com a saúde e de resgatar a confiança do público usuário, que, em geral, segue preocupado com os riscos de contaminação.

Neste mês de maio, a Cabify deu início a um projeto global de distribuição de equipamentos de segurança aos motoristas nos países em que atua. São máscaras reutilizáveis, álcool em gel e um painel que isola o condutor do passageiro.

No Brasil, máscaras e álcool em gel serão enviados de forma escalonada aos motoristas parceiros das oito cidades em que a multinacional atua. As películas de proteção serão instaladas, primeiramente, nos carros de condutores que atenderem a determinados pré-requisitos, e que atuam em determinadas regiões. “De maneira gradual, estamos instalando nos veículos painéis divisores entre o passageiro e o motorista, reduzindo ainda mais o risco de contágio”, diz a divulgação da empresa.

Veja as medidas da Cabify.

A Uber foi outra empresa a anunciar novidades para conter a disseminação do coronavírus. A mais recente medida é uma ferramenta por meio da qual motoristas e passageiros deverão comprovar, por foto, que estão usando de máscaras de proteção ou equivalente.

Por aqui, a partir de 18 de maio, passageiros serão obrigados a sentar no banco de trás do carro, com a janela aberta. O uso do banco do carona em todas as modalidades de corrida está vetado. Agora, os motoristas só podem transportar no máximo três passageiros em vez de quatro.

Confira outras iniciativas da Uber.

Conheça também ações adotadas pela 99.

Embora as empresas venham apresentando soluções para minimizar as chances de contaminação por Covid-19, a grande orientação ainda é: “se puder, fique em casa”.

 

Acesse o blog da Inove Gás

Você acompanha novidades do segmento automotivo e notícias sobre o universo do GNV no blog da Inove Gás! Acesse aqui.